segunda-feira, 30 de novembro de 2009

FOI SÓ ILUSÃO

quando a porta se abriu
você partiu
e nem sequer se despediu
como únicas respostas
deu as costas
as perguntas que eu fiz .
se comigo foi feliz
se me amou
e por que me abandonou .
naquele instante
uma lágrima rolou
e consciente
entendi que era o fim
de um amor
que para mim
não tinha dor
imaginei que foi ciumes
mas costumes não se mudam
mas afundam a paixão
a uma outra dimensão
onde respeito inexiste
só persiste o domínio
num martírio pro casal .
estava triste mas ciente
e agora estou contente
descobri que não te amava
simplesmente te usava
imaginando ser teu dono
e você me alertou
num repentino abandono .


CLAUDIO F SANTOS

Um comentário:

Poetisa disse...

entre lagrimas, beijos abraços...corpos entre laçados descobre-se que o que parece ser nao é...entre quatro paredes aquilo que parecia ser o brilho nos olhos apaixonados era apenas a alegria de ter enganado...