sexta-feira, 23 de outubro de 2009

SENTIMENTOS
22/10/2009 21:10 hrs.

Um sussurro do amor
no esplendor de um luar
não é apenas um sussurro ,
é um um grito para amar
na susseçao cadenciada
de dois lábios a beijar ,
em um enlace de dois corpos ,
é na face da paixão
com um sorriso
tão preciso e delicado ,
que dispara o coração
do ser amado ,
é o toque no cabelo ,
é o anelo flamejante
que dissipa audacioso
em um ato impetuoso ,
de despir-se lentamente ,
é o abrir de uma cortina
aonde a rotina
é escassa , inexiste
só persiste a caricia
e a malícia é contida
em um olhar
na verdade ,
é amar sem restrições
é dar vazão as emoções
e destinar as atenções
a um único momento
onde todo sentimento
é exposto claramente
logo após um beijo ardente .


NO PRESENTE
23/10/2009 00:33 hrs.

Quando não me rejeitou
e sim beijou
com a doçura da menina
que a tanto me fascina
concedeu ao meu futuro
o que existe de mais puro
o desejo de tocar
sua pele nua
como fosse a própria lua
com o dom de apaixonar
e ocultar todos os medos
ao sentir o deslizar
da sua face
nos meus dedos
e ouvir da sua boca
uma suplica acanhada
pra que seja possuída
descobrindo que a vida
só é vida e completa
se repleta de amor
se não tem dor
se o carinho e exposto
e não imposto
se a fatia de prazer
é insessante
e a paixão contagiante
sendo apenas uma prova
que comprova e aprova
que somente o verdadeiro
sobrevive
e revive cada dia
como sendo o primeiro .


INABALÁVEL
23/10/2009 02:15 hrs.

O instante inesquesivel
que a chama do destino
não apaga
o desejo ezequivel
e cada sentimento
representam argumentos
que afastam
o completo desatino
todo beijo é comportado
todo toque no seu corpo
condensado de prazer
cada olhar é penetrante
cada silaba citada
tem poder para provar
que o amor é envolvente
inexiste a carência
cada ato tem prudência
pra envolver em movimentos
nossos lábios
como lindos relicários
onde a jóia do futuro
é exposta
em resposta ao amor
e tem clamor
para dosar com exatidao
se é o inicio da paixão
dando lugar
a uma vontade de amar
sem restrição.


CHEGOU O FIM
23/10/2009 03:00 hrs.

Alma morta
sangue frio
quando nada mais importa
o destino é ardil
o habitat é um covil
aonde a lua
não reflete sua luz
aonde a rua
é deserta
onde é farta a tristeza
a a sina desregrada
é composta
de uma cruz a carregar
os pecados são a esmo
e o erro sempre o mesmo
toda luta
contemplada com a derrota
e a porta do destino
é lacrada
com a tranca inquebrável
que o braço não alcança
e o cansaço
tira toda esperança
de uma dança apaixonada
com a vida
pois a alma esta morta
e agora nada importa
a não ser a decisão
que mais conforta
não querer a ilusão
nem compaixão .


MENTIRAS
23/10/2009 03:21 hrs.

A decisão esta tomada
e a cada madrugada
no silencio do meu quarto
admiro o retrato
do desprezo
sendo um peso em minha vida
obrigando a esquecer
para curar uma ferida
que aberta no passado
logo após a descoberta
da incerta traição ,
mas com poder absoluto
aniquilo a paixão
e o desejo
que a tanto foi voraz
se fez atroz ate ao beijo
machucou imensamente
de uma forma eficaz
e incessante
ao notar que é contumaz
em magoar um coração
com a ampla exatidao
e a total incoerência
que a plena indecência
dos seus atos
trás a tona
ao negar com veemência
sua sina de trair
e iludir
quem convive com a carência .


DESEJOS OCULTOS
23/10/2009 04:13 hrs.

Contemplar sua nudez
e a avidez no seu olhar
numa ânsia de implorar
por seu amor
por sentir o seu calor
por beijar a sua boca
com o límpido ardor
de um menino
o herdeiro de um destino
meramente ignorado
mas repleto de desejo
pelo corpo ainda casto
corre um vasto devaneio
que a vida é um recreio
a pureza predomina
o libido ainda fascina
e com a sina
de morrer por uma amor
repleto do esplendor
da juventude
que revele a virtude
e que traga a sensatez
pra não errar
com a mulher
que em seus sonhos
quer amar .


SEMPRE EM MINHA MENTE
23/10/2009 05:05 hrs.

Cada dia que amanhece
sou loquaz em uma prece
que persisto
enxergar que eu existo
e ceder os seus carinhos
não apenas numa noite
mas que abra meus caminhos
com um beijo envolvente
e a torrente de olhares
similares a paixão
na repleta descrição
do que eu sinto
pois não minto
no tocante a você
desejei quando a vi
mas não beijei
e a vontade foi crescendo
expandindo em meu peito
onde a tempos eu deleito
do seu corpo em pensamento
para mim é um tormento
ter que ouvir a sua voz
tão delicada
numa forma de cilada
que prendeu meu coração
e impediu minha atitude
de agir pela razão
hoje sou a emoção
e só peço que não negue
que eu regue sua pele
e revele
o calor
de um grande amor .


CLAUDIO F. SANTOS

2 comentários:

vera lucia lopes alencar disse...

Bom Dia Amigo...
Passando para um comente rapidex eheeh...Feliz por vc...
vejo que tens se superado muito tudo di bélicooo em tuas escritas..Parabéns querido amigo Claudio...te desejo sempre o melhor...bjusss bom fds...
pois não tenho me esquecido de ti...estás sempre lembrado.

vera lucia lopes alencar disse...

Passando para te dizer que estão
maravilhosas todas muitas tudo mesmo gostei muito desta.Lindaaaa D++++.bjus amigo. Adooollluuu Tú.